Luanda - Adriano Mendes de Carvalho, Governador Provincial do Cuanza Norte ordenou na tarde de sábado, 8 de Maio de 2021, à detenção do cidadão e activista social de nome José André Zucumuna, Munícipe de Cambambe, por este ter advertido a Vice Governadora para o Sector Político, Social e Económico, Leonor da Silva Ferreira Garibaldi de Lima e Cruz, sobre os riscos de procederem ao entulho da ponte sobre o rio Kapakala, que desabou por causa das grandes enxurradas que se abateram sobre a cidade do Dondo.

Fonte: Club-k.net

Zucumuna alertou para esta possibilidade, tendo em conta o conhecimento que possui, pelos vários anos que trabalhou na empresa construtora Odebrecht.


Quanto menos esperava, o senhor Adriano Mendes de Carvalho, Governador do Cuanza-Norte, aproximou-se e pediu que o jovem abandonasse o local e o mesmo obedeceu. Em poucos minutos viu-se rodeado de polícias e foi levado sob detenção.


Amigos, familiares e população em geral simplesmente não entenderam o ataque de pânico do governante, que tem sido fortemente criticado por não possuir uma agenda de governação e por empurrar a cada dia que passa a Província que dirige para o precipício.


O povo grita por socorro e reafirma que Angola ainda não mudou. Se JES foi ditador, então de preferência que continuássemos a viver aquele calvário, pois, é difícil crer que o combate a todas as práticas hostis seja real, referiram.


O governante tem sido ainda criticado pela sua postura arrogante e perseguidora contra qualquer pessoa que não é a favor da sua má gestão, com particular realce para investigadores, procuradores, funcionários públicos destemidos, jornalistas e activistas sociais, privilegiando da boa relação que mantém com os Órgãos fiscalizadores, a começar do Vice Procurador-geral da República e chefe da Região judiciária Norte, a Procuradora Provincial e o Director Provincial da IGAE, que ao governante têm cedido as suas competências legais, por motivos não esclarecidos.


Aonde vai Angola?

 *Jornalista



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: