Luanda - Um jovem identificado por Kitolo Fernando dos Santos, de 23 anos de idade, natural da Huíla, mototaxista de profissão, colocou fim a sua própria vida na madrugada do dia 17 de Maio do ano em curso, supostamente por razões de dívidas contraídas com o patrão, no município de Viana, bairro Zango 3, mais precisamente na zona conhecida por ‘Kapapinha’.

Fonte: Na Mira do Crime

Segundo apurou o Na Mira do Crime, o malogrado, proveniente da Província da Huíla, há cerca de um ano, trabalhava como mototaxista. Desempregado há sensivelmente um mês, Kitolo Fernando dos Santos, recebia ‘falidas’ nas motorizadas dos amigos para saldar uma dívida.


De acordo com Benjamim Domingos dos Santos, irmão do malogrado, tomou conhecimento da morte quando os seus vizinhos saíram, durante a noite para fazer necessidades e se depararam com o corpo do vizinho a balançar numa corda pendurada na árvore que têm no quintal. “Estou admirado com o sucedido. Não era costume ele dormir tão cedo e, nos apercebemos que, nem sequer jantou. Passou bem o dia, conversamos, rimos e parecia que não tinha problema.


Soubemos que ele tem uma dívida que ainda não acabou por saldar com o antigo patrão”, explicou o irmão. Fabiano Jacob, amigo de ‘dedo e unha’ do malogrado, falou ao Na Mira do Crime, como o foi o último dia vivido com aquele que era o seu melhor amigo. “Passamos o dia aqui no quintalão a regar a Hortaliça, o Kitolo não manifestava qualquer preocupação, tendo saído de casa por volta das 18 horas e regressado uma hora depois... sinceramente estou sem palavras”, desabafou, colocando-se logo de seguida aos choros. Quintalão abandonado aloja mototaxistas e roboteiros


O Na Mira do Crime, tomou conhecimento que cerca de 20 jovens, entre mototaxistas e roboteiros, conterrâneos do malogrado Kitolo, vivem num quintalão em obras abandonado. Ali, os jovens fazem as suas vidas e desenvolvem as suas actividades. A morte de Kitolo apanhou-os todos de surpresa.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: