Luanda - “Viola os estatutos, é falso e ilegal” o recente “Comunicados para a Imprensa” posto a circular nas redes sociais, segundo o qual, está prevista uma assembleia geral extraordinária para eleição de novos líderes à gestão da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), segundo um comunicado de imprensa enviado ao portal “Imparcial Press”, pela actual direcção da IURD que tem como presidente do conselho de direcção, Bispo Valente Bizerra Luís.

Fonte: Imparcial Press

“A pretensa assembleia geral extraordinária, a acontecer, está despida de qualquer legalidade e eivada de vícios, não sendo reconhecida por vir de quem não tem legitimidade para o efeito e também por violar os estatutos da instituição, não podendo ser reconhecida pelas autoridades angolanas”, diz o documento.


Bispo Valente Bizerra Luís, diz o comunicado, é o legítimo representante da IURD, em Angola, eleito na assembleia geral extraordinária realizada a 13 de Fevereiro de 2021, reconhecido pelo Estado angolano, através do Ministério da Cultura e do Instituto Nacional para os Assuntos Religiosos (INAR), conforme a publicação em Diário da República. III Série, número 41 de 10 de Março de 2021.


Neste termos, a IURD reserva-se ao direito de agir judicialmente contra o que considera de “acto ilegal”, repudiando tal comunicado disponibilizado nas redes sociais, “despido
de legalidade e sem legitimidade para o efeito”.


A nova direcção da IURD apela, na mesma nota de imprensa, a todas instituições públicas do país a não reconhecerem “Actos que não sejam oriundos da actual direcção e pelos representantes legais eleitos “.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: