Luanda - Os do mês de Agosto são caracterizados pelo signo" Leão". Leão é o REI da selva, não tanto pela sua opulência, nem pela sua sabedoria ou agilidade, mas é, sobretudo pela sua audácia, sentido de oportunidade e instinto vencedor.

Fonte: Club-k.net

Coincidência ou não, o facto é, que também no mês de Agosto, nasceram grandes personalidades que marcaram profundamente as suas respectivas épocas e as sociedades em que estiveram inseridas, com grandes destaque para os antigos dirigentes hebreus, como o Itzak Rabin, Shimon Perez; o Antigo Chefe da autoridade palestiniana, Yasser Arafat; o antigo SG-ONU, Koffy Annan; os Ex-presidente dos EUA, Bill Clinton e Barack Obama, respectivamente; o Presidente José Eduardo Dos Santos; o Saudoso Jonas Savimbi; Michael Jackson, etc...


Num dia, 03/08, no longínquo ano de 1934, na localidade de Munhango, Centro-sul de Angola, nascia aquele, que trinta e dois anos depois, viria a introduzir uma nova filosofia de luta contra a ocupação do continente e de todas as formas de segregação do Homem Negro, com a fundação da UNITA, à 13/03/1966, na localidade de Mwangai, Província do Moxico - refiro-me de Jonas Savimbi, o Velho <<caçador>> ( sublinhe-se que para a África e os africanos, a figura do caçador representa o chefe da família, o patriarca, o poderoso) africano, Jaguar Negro Dos Jagas.


Jonas Savimbi foi um " hiper-leonino", exímio intérprete do Poder africano e sua extensão, e que se estivesse em vida, completaria , no passado dia 03/08, 86 Anos de Idade. Por sinal, e/ou coincidências da vida, foi exactamente na segunda metade da década de 80s do século passado, que atingiu o apogeu da sua glória. Tal como qualquer comum dos mortais, Jonas Savimbi teve os seus (enormes) defeitos, mas teve também, extraordinárias e inacessíveis valências, que não estão ao alcance de qualquer comum entre os seres terrenos. Katyavala...!!!


Foi um factor individual, que devido à circunstâncias especiais que se vivia, introduziu uma nova linha de pensamento e de acção, em Angola, na África e no resto do mundo, transformou substancialmente as sociedades por onde passou, ele próprio e/ou posteriormente pelos seus discípulos, conseguindo resgatar a dignidade de um povo/grupo/tribo/nação, que era humilhado, vexado, denegrido, primeiro pelo Regime colonialista português, e mais tarde pelo regime Luso-tropicalista instalada em Luanda. Referências parecidas e/ou pouco superiores estão as como de Buda, Dalai Lama, Gengis Khan, Karl Marx, Mao Tsé Tung, Maomé, Jesus o Nazareno, Cipião o africano, etc...



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: