Luanda - Sobre o caso Major Lussaty , mantenho a minha posição , ainda que o SINSE continue a encomendar artigos de opinião , chamando-me os nomes mais feios e contando as estórias mais bizarras. Isso só demonstra que se sentem incomodados com a verdade , de que nunca abdicarei , pois a minha palavra , a minha dignidade e o amor à minha pátria escorraçada não têm preço.

Fonte: Club-k.net

Será que o Major Lussaty teria autoridade para solicitar ao Ministério das Finanças avultadas verbas ? NÃO! O PR teria de aceitar a proposta do Ministro de Estado da Casa de Defesa e Segurança e submeter à Assembleia Nacional para a aprovação.


Será que o Major Lussaty poderia solicitar reforço de verbas para as áreas onde trabalhou? NÃO ! Tinha de ser o seu chefe imediato a solicitar ao Chefe máximo da respectiva área , que por sua vez solicitaria por escrito ao PR . Este , por sua vez , no mínimo , faria um despacho com uma única palavra “ AUTORIZO”, transcrita pelo seu Director de Gabinete e enviada à quem executaria tal decisão .


Será que o Major Lussaty teria autoridade para escrever à(ao) Ministra (o) das Finanças? NÃO! Aliás , foi o Procurador Geral da República quem referiu que as avultadas somas de dinheiro levantadas e transferidas pelo referido Major , eram provenientes do Orçamento Geral do Estado , mas que tal facto teria acontecido na anterior governação, tese que já foi descartada , porque as notas são de 2020.


Será que o Major Lussaty teria autoridade para solicitar ao BNA , ou a bancos comerciais, transferências bancárias para o exterior , ou mesmo para bancos locais , ou o levantamento de avultadas somas ? NÃO!


O Governador do BNA afirmou publicamente que o dinheiro transferido e levantado em notas , foi feito pelos circuitos legais .


O Major Lussaty teria autoridade para solicitar aos bancos comerciais o levantamento de avultadas somas em dinheiro e a transferência de capitais para o exterior? Pelo exposto , NÃO ! Só a Chefia, escudada na cláusula da Lei anual do OGE , de que a execução do orçamento da Segurança Presidencial, é especificamente da competência do PR e pode apenas ser regulamentada pelo próprio PR e MAIS NINGUÉM.


Houve várias denúncias nas redes sociais , dos militares da Banda Presidencial lesados nos seus magros salários . As fotos foram vazadas possivelmente por alguém do SIC e saíram do controle do SINSE , por desavenças entre as duas instituições, uma vez que a primeira foi provavelmente quem detectou o crime .


O SINSE anda agora a “ correr atrás do prejuízo “, porque tem grande culpa no cartório, que agora pretende abafar , tentado contar uma história que não colhe . É só observar o jogo das cadeiras . Fica tudo entre amigos , para que os DTT continuem a branquear as suas fortunas provenientes do Orçamento Geral do Estado.


Só quem se sente culpado e não tem nenhum facto verdadeiro para se defender e muito menos sobre mim , inventa estórias da carochinha apresentadas nos seus “ Banquetes” para nos tentar adormecer, em vez de aconselharem o PR a “ limpar todo o balneário” e partir da estaca zero a BEM DA NAÇÃO!

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: