Luanda - O regime angolano manifesta total apoio para a transformação do Movimento dos Estudantes Angolanos (MEA) em partido político virado para juventude, tendo em conta as Eleições Gerais previstas para o ano de 2022, com a denominação de Movimento Estudantil para Renovação de Angola (MERA), segundo apurou o Club-K.

Fonte: Club-K.net

Para colocar em prática tal pretensão, de acordo com dados apurados por este portal, o Gabinete de Acção Psicologia (GAP) da Presidência da República, comandada pelo jurista Norberto Garcia, antigo porta-voz do MPLA, contactou em Abril último, um dos membros do Movimento dos Estudantes Angolanos no sentido de convencer a direcção do MEA sobre a “vontade dos camaradas”.

 

O Movimento dos Estudantes Angolanos (MEA) é uma organização não-governamental, que nos últimos anos, tem lutado contra aquilo a que considera “más políticas do Executivo Angolano no sector da educação”, por esta razão, as suas reivindicações têm sido constantes com a realização de várias manifestações de rua, muitas delas, repremidas com brutalidade pelas autoridades policiais.

 

Apreciações feitas apontam que, a intenção do regime do MPLA em querer transformar o MEA em partido político, visa calar a marcha reivindicativa desta organização, que defende os interesses e direitos dos estudantes em Angola.

 

O Club-K sabe que no primeiro encontro que decorreu na zona do Zango-3, no município de Viana, em Luanda, dentro de uma viatura, os dois elementos cuja identidade não se conseguiu apurar enviados pelo Gabinete da Acção Psicológica (GAP), teriam garantido uma quantia de pelo menos 500 milhões de kwanzas, para a criação de um “partido político jovem”, assim sendo, a transformação do Movimento dos Estudantes Angolanos (MEA) em partido político.

 

Os “emissários” de Norberto Garcia teriam orientado que, para o efeito, o MEA deve dar as instruções precisas as suas estruturas provinciais neste sentido, com vista a colocar em marcha tal pretensão do regime, que há mais de 40 anos governa Angola ininterruptamente.

 

“Eles querem fazer sair um partido jovem com força para animar o mercado político”, disse a fonte dentro das estruturas do poder.

 

A fonte do Club-K adianta por outro lado que, para esta sexta-feira, 18 de Junho, os “agentes” do Gabinete de Acção Psicológica (GAP) da Presidência Angolana agendou um novo encontro com alguns membros do Movimento dos Estudantes Angolanos na zona do “Papa Simão”, no município do Kilamba-Kiaxi, cuja agenda foi possível apurar.

 

Entretanto, tudo está a ser feito no sentido de que os encontros sejam realizados com a presença do Director do Gabinete da Acção Psicológica, Norberto Garcia, facto que poderá acontecer nos próximos dias, no INAD.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: