Luanda - O político Mfuca Fuacaca Muzemba prometeu, nesta sexta-feira (26), aos seus principais conselheiros, que avançaria nos próximos dias, com uma participação criminal contra o empresário cultural Henrique Miguel “Riquinho”, por crime de calunia e difamação.

Fonte: Club-k.net

Na sequencia do anuncio da apresentação do seu futuro partido político, Muzemba viu por outro lado, o empresário a abandonar o MPLA, e ao mesmo tempo a fazer comentários nas redes sociais com acusações depreciativas a seu respeito.

 

Riquinho, disse estar a receber um tratamento desprezível por parte do seu partido a quem acusa de estar a “financiar” desertores da UNITA, citando o antigo líder da JURA como sendo, um supostos desertores.

 

“Para o traidor Mfuca, ou Mafuka, há dinheiro até para criar partido político. Eu não sei onde é que esse Mafuka vai encontrar 7 mil assinaturas, se o Chivukuvuvuku não conseguiu. É para verem o quão mal o MPLA está orientado, preferem gastar milhões com traidores da UNITA do que pagar as dívidas morais que têm com os seus militantes, eu por exemplo gastei com o MPLA cerca de 25 milhões de dólares”, disse o empresário.

 

Irritado com as declarações de Riquinho, o político Mfuca Muzemba decidiu levar Henrique Miguel as barras do Tribunal para que este apresente provas de que o MPLA está apoiar o novo partido “ESPERANÇA”.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: