São Paulo - Odete Cambala Cruz de 36 anos de idade, foi encontrada morta ontem em casa e o filho com um ano de idade encontrado em vida mas num estado traumático e desnutrido.


Fonte: Club-k.net


Jean Orsoni apodera-se dos restos mortais de Odete 

Governo de João Lourenço opta pelo silêncio

 

A Família que não sabe ao certo a data que Odete faleceu contactou o Club-K,  para denunciar que o cônsul Francês no Brasil Jean Luc Orsoni, ex-esposo é o principal suspeito que por meios indirectos terá causado a morte da malograda Odete.


Jean Luc Orsoni de 62 anos ,  e Odete Cambala Cruz têm dois filhos e contraíram matrimónio no Brasil em 2011, conforme se  lê numa  carta da malograda  escrita a cerca de dois meses e  enviada para o consulado angolano no Brasil a solicitar ajuda.


Na carta Odete escreve, que conheceu  Jean-Luc  em 2005,  em Luanda durante a sua missão de trabalho no país.  Odete descreve que “gostaria muito de voltar para meu país mas continuo sem documentos e não posso sequer sair do País para poder visitar meus familiares em Angola, porque Jean-Luc “reteve os meus documentos”.


Sónia Natália uma das irmãs da malograda  que reside em Portugal, fez saber que a “família pretende transladar os restos mortais” para Angola e já têm as condições financeiras e logísticas criadas inclusive a agência brasileira que se prontificou em agilizar o processo de trasladação”.


Sónia, denunciou que o ex-esposo da irmã, recusa em “deliberar” o corpo alegando que ele tem o direito legal para decidir, “argumentado que a filha de 6 anos de idade da malograda deseja enterrar a mãe no Brasil”.

 

A este respeito Sónia, em nome da família, alega que estão  desesperados e todos os esforços estão  a ser feitos no sentido de contrariarem a posição do esposo  francês Jean-Luc Orsoni tendo em conta que Odete não tem família ou amigos no Brasil, logo não se justifica a posição do mesmo.

 

É assim, que a família roga o apoio do governo angolano para "justificar que os contactos feitos até aqui com o advogado com o processo não tem providenciado soluções concretas".

 

Até o fecho desta edição Jean-Luc não respondeu favoravelmente as solicitações do Club-K.net


Notícia em actualização



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: