Lisboa - A informação posta a circular na manha desta sexta-feira (16) em Luanda que dava a conta da suposta morte do antigo patrão da secreta militar, Antônio José Maria, teve como base a ocorrência do falecimento de um intendente do Ministério do Interior (MININT) que tinha o mesmo nome  cujo cadáver se encontra na morgue da Santa Ana, reservada para  os militares.

Fonte: Club-k.net

FALECEU UM “OUTRO” ZÉ MARIA DO SIC

O intendente do MININT, José Maria de Oliveira Gomes, vulgo Zé Maria, faleceu na quinta-feira (15), vitima de doença prolongada aos 54 anos deidade. Exercia as funções de responsável do Serviço de Investigação Criminal (SIC) no Distrito Urbano da Baía, município de Viana em Luanda. Segundo apurou o Club-K, o malogrado superintendente é oriundo das extintas Tropas Guarda Fronteira de Angola (TGFA), tendo em 1992, se transferido para a Polícia Nacional. Ao longo da sua carreira como policial, desempenhou tarefas de chefe do SIC, no município de Maianga.

 


No seguimento da confusão de nomes quanto  ao seu falecimento, o general Zé Maria e sua esposa tiveram nesta manhã os  seus  telefones congestionados recebendo diversas ligações. À figuras que o abordaram, o general de 80 anos de idade, que se encontra bastante animado chegou a pensar que estivesse diante de uma premeditação dos seus antigos adversários militares no seio do regime.


Durante a vigência da era Eduardista, o general António José Maria, foi um dos principais focos de divisões e tensões internas que proliferaram no regime do MPLA. Porem, o ex-Presidente JES perdoava-lhe, sistematicamente, os erros em que incorria devido a convincentes manifestações de lealdade de José Maria, com o qual partilha alguma afinidade.

Tema relacionado  

General Zé Maria reage a informações sobre a sua suposta morte

 

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: