Luanda - O grupo Kassav reprovou, por meio de um comunicado de imprensa a disseminação de falsas informações sobre Jacob Desvarieux, que até ao momento segue em coma artificial, “um protocolo médico clássico”.

Fonte: Carga

Acometido pelo vírus SARS-CoV-2, o co-fundador do lendário grupo caribenho, foi internado na unidade de terapia intensiva do Hospital Universitário de Pointe-à-Pitre & Les Abymes, devido a uma piora acentuada após ser diagnosticado com Covid, mesmo já tendo sido vacinado.

 

Ao jornal francês Le Figaro, a acessória informou que o arranjista permanece em “terapia intensiva”, garante que o seu quadro é estável e pede a não divulgação de fake news, para que a equipe Pointe-à-Pitre CHU trabalhe com tranquilidade.

 

“Conforme anunciado dia 17 de Julho, Jacob Desvarieux foi colocado em coma artificial para receber os cuidados necessários. Este é um protocolo médico clássico. Sua condição é considerada estável por seus médicos e teremos mais informações em 48 horas. Agradecemos por não divulgar informações falsas no WhatsApp para que a equipe Pointe-à-Pitre CHU trabalhe com tranquilidade e poupe seus entes queridos. ”, lê-se em anunciou elaborado pelo Kassav.

 

Com o quadro clínico estável, Jacob Desvarieux, de 65 anos, tem um histórico médico “preocupante”, o antilhano tem diabetes e há pouco mais de dez anos, terá feito transplante renal, comorbidade que o tornou do grupo mais vulnerável ao novo coronavírus.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: