Luanda - O primeiro secretário do MPLA em Luanda, Bento Bento, apelou, nesta sexta-feira, aos jovens do partido para primar pela humildade, respeito aos mais velhos e as instituições públicas, no sentido de alcançarem os seus objectivos por via da dedicação e mérito próprio.


Fonte: Angop

O líder do partido, que discursava no encontro com os membros das estruturas de base da formação política, JMPLA e OMA, no distrito urbano da Samba, município de Luanda, precisou que os militantes devem compreender que a transição geracional deve ser feita de forma correcta.



Para tal, disse Bento Bento, um dos pressupostos a ser observado é a experiência profissional para a realização dos sonhos.


No âmbito da revitalização das estruturas do partido que acontece em breve, o político, defendeu que devem ser eleitos os militantes disciplinados, capacitados e trabalhadores.

Entretanto, o secretário itinerante do comité provincial do MPLA em Luanda, Bento dos Santos “ Kangamba”´, defende que a juventude deve se preparar com dignidade para receber o testemunho dos mais velhos, para conduzirem de forma firme os destinos do partido e do país.

Fase ao momento de crise económica e social que o país está a viver, segundo o político, não importa ser do MPLA ou da oposição, mas ser angolano para que em conjunto se ultrapassem as dificuldades, para o bem comum.

Em relação ao aumento do preço da cesta básica, informou que o MPLA está a fazer advocacia junto da equipa económica do Governo, no sentido de se ultrapassar o problema.



Na ocasião, representantes dos jovens e mulheres, do distrito urbano da Samba, apresentaram preocupações como a falta de água corrente, em algumas zonas e as dificuldades para conseguir o primeiro emprego.


Na sua intervenção, o administrador da circunscrição, Gabriel Júlio, com 100 dias de gestão, informou ao primeiro secretário, que os problemas apresentados pelos munícipes estão identificados e que já foram remetidos a Comissão Administrativa da Cidade de Luanda (CACL), órgão que superintende a área, para possíveis soluções,

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: