Lisboa - Nos contactos que estabeleceu nos últimos dias, Rodrigues Mingas, líder da FLEC- Posição Militar qualificou/considerou como “propaganda do MPLA”, as  informações postas a circular e que dão conta que  terá sido alvo de um rapto e de seguida embarcado para Angola.

 

Fonte: Club-k.net

Na sua percepção subscrita pelos que lhe rodeiam, o assunto “rapto” deverá ser uma estratégias do governo angolano que procura testar a reação da comunidade internacional sobre uma eventualidade do caso vir acontecer. Esta neste momento em França.  Diz tomar atenção especial a sua segurança física e  não atende qualquer telefonema.


A quando ao ataque contra seleção do Togo reivindicou a acção militar a partir de Luxemburgo. Dias depois esteve na Bélgica, o que causou inquietação quanto ao seu paradeiro.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: