Luanda - Um grupo de populares na província de Benguela tomou de assalto na passada  sexta-feira (30), um caminhão que transportava toneladas de arroz no trajecto “Porto do Lobito” para a fabrica “Carrinho Empreendimentos, SA”.

Fonte: Club-k.net

MOTORISTA SUSPEITO DE TER PLANEADO ASSALTO

A Polícia Nacional foi chamada a intervir tendo prendido o motorista face ao histórico de recorrentes assaltos desta natureza que tem contando com a cumplicidade dos próprios camionistas/condutores. Na esquadra da polícia, o motorista explicou que parou para poder comprar saldo (para o seu telefone) e quando deu por conta o camião foi tomado de assalto por populares.


O produto assaltado era matéria prima para fábrica de arroz paddy (arroz com a casca) contidos em sacos de uma tonelada cada.


A versão do motorista está a ser encarada com reservas, uma vez que alega ter parado para comprar saldo justamente quase as portas da fabrica onde fariam o descarregamento. De acordo com uma possível reconstituição do assalto, que esta a ser levada em consideração, o motorista terá entrado em conluio com algumas pessoas para realizar o assalto da mercadoria, mas a operação correu mal e a população que estava por perto tomou partido da ocasião, ao ver os sacos de arroz espalhados pelo chão.


O motorista em causa prestava serviço em regime de terceirização. Segundo apurou o Club-K , o assunto está a causar desarmonia no seio da associação dos camionistas nesta região por se considerar que a conduta do motorista acaba de comprometer a imagem dos associados. Para além os prejuízos reputacionais, para os camionistas, a fabrica “Carrinho Empreendimentos, SA” registrou danos na ordem de 4 mil dólares. Por efeito disto, a direcção desta empresa tomou a decisão de não mais transportar as suas mercadorias em camiões alugados que não tenham os taipais.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: