Luanda - O Ministro do Interior, Eugénio César Laborinho, saudou, em mensagem de felicitações, o espírito abnegado e de missão que os efectivos da Polícia de Guarda Fronteiras vêm demonstrando ao longo dos anos.

Fonte: MININT

Segundo a mensagem a que tivemos acesso, Eugénio Laborinho considera aquela força especial da Polícia Nacional “um exemplo de patriotismo, dedicação, empenho e espírito de missão, que, como disse, deve ser seguido por todos que queiram construir uma Angola boa para se viver”.


“A Polícia de Guarda Fronteiras tem sido um Órgão muito importante na proteção e salvaguarda dos marcos territoriais da república de Angola, cujo lema é vigilância, audácia e persistência. Enalteço, por isto, pode ler-se na mensagem, os seu feitos ao longo da sua existência, que empreende nas diversas missões para a defesa, integridade e soberania nacional, conjugando esforços imensuráveis nos diversos momentos que o país atravessou. Lê-se.


Prosseguindo, o dirigente disse que, “os efectivos da Polícia de Fronteiras são guerreiros, não só, pela sua especialidade, mas, também, pela sua capacidade de resiliência incansável, ao percorrer dia e noite os trilhos e distâncias que compõem o extenso território nacional.


Por ocasião do seu 43º aniversário, Eugénio Laborinho louva os esforços dos membros de direcção que, de Cabinda ao Cunene, em meio às dificuldades de ordem financeira que o país vive, têm conseguido manter os níveis de prontidão das forças no teatro das operações. Refere.


Termina referindo que, “nesta conformidade, em meu nome próprio, dos membros de Direcção do MININT e de todos os Oficiais Comissários, Superiores, Subalternos, Subchefes, Agentes e Trabalhadores Civis do Ministério do Interior, felicito a Polícia de Guarda Fronteiras, pela ocasião de mais um aniversário, augurando que continuem com a mesma dinâmica, resistência e bravura no asseguramento das fronteiras de Angola.


Recorde-se que, a Polícia de Guarda Fronteiras é uma força especial do Comando Geral da Polícia Nacional encarregue no asseguramento das fronteiras nacionais e comemora nesta quinta-feira, 26, o seu 43º aniversário desde que foi institucionalizada como tal. O acto central decorreu no seu Comando, em Luanda, e foi presidido pelo Comissário Geral, Paulo de Almeida, Comanda Geral da corporação dos homens da farda azul.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: