Washington – O Presidente da República concedeu segunda-feira, em Washington, audiências a personalidades ligadas às instituições de conservação do ambiente e gestão de parques.


Fonte: Angop

As audiências ocorreram momentos antes da Gala Anual da Fundação Internacional para a Conservação do Ambiente (ICCF), que distinguiu o estadista angolano com um prémio pela sua liderança em matéria de conservação ambiental.

 

João Lourenço recebeu os presidentes da empresa “African Parks”, do “ICCF, do vice-presidente desta organização, respectivamente Peter Fearnhead,John Gantt e Susan Lylis, bem como Rob & Melani Walton.

 

O Presidente João Lourenço anunciou esta segunda-feira estarem em curso negociações com a “African Parks” para uma parceria público-privada, co-gestão e desenvolvimento dos parques naturais do Luengue-Luiana e Mavinga e foi assinado um Memorando de Entendimento para esse fim.

 

Os presidentes da “Mars, INC” e da Conservation Internacional, nomeadamente Frank Mars e M. Sanjayan, também conversaram com o Presidente angolano.

 

O ministro das Relações Exteriores, Téte António destacou a disponibilidade dessas figuras em investir em projectos ambientais em Angola, frisando que pelos anúncios feitos, a partir de Janeiro de 2022 haverá investimentos americanos a fluir para a área da conservação da natureza, incluindo parques.

 

Quanto à audiência que João Lourenço concedeu ao conselheiro de Segurança Nacional do Presidente dos Estados Unidos, Jake Sullivan, o ministro disse que o Presidente da República suscita interesse quando vem a esses meios, devido ao papel que Angola tem jogado na resolução de conflitos em África.

 

“Este foi o tema que dominou a audiência, bem como a protecção da segurança marítima, não só no Golfo da Guiné, mas também na Zona do Atlântico Sul”, afirmou.

 

O Presidente João Lourenço encontra-se nos Estados Unidos desde sábado, para participar no debate geral da 76ª sessão da Assembleia Geral, a decorrer de 21 a 27 de Setembro, no qual intervirá na próxima quinta-feira.

 

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: