Toronto - Uma delegação constituída por funcionários da embaixada angolana nos EUA, chefiada pelo embaixador  Joaquim do Espírito Santo agendou em Agosto uma deslocação à Toronto a fim de  tratar assuntos de ordem consular junto da comunidade angolana que desde 2018 deixou de ter uma  missão diplomática para atender as suas preocupações. 


Fonte: Club-k.net


joaquim.espirito.santos_thumb_medium400_0.jpg - 25,29 kBHá 24 horas da viagem, a delegação comunicou o cancelamento da deslocação por alegada falta de visto de entrada que os habilitaria a entrar em território canadiano. “O Sector Consular da Embaixada de Angola nos EUA, aproveita o ensejo para informar que por motivos relacionados com a emissão do visto de entrada no Canadá”, lê-se numa nota da delegação comunicando sobre o cancelamento da viagem.


Em reacção ao sucedido a Comissão de Gestão da Comunidade angolana em Ontário (ACO), como anfitrião divulgou um comunicado de última hora na qual estampou na íntegra a nota explicativa da Embaixada que apenas limitou-se a « remarcar a deslocação para o horizonte temporal de 29/10 a 01/11 ».


O acto consular que deveria se realizar no dia 23 do corrente mês fora anunciado a cerca de dois meses e vários angolanos residentes nos arredores da província do Ontário deslocaram-se para Toronto para esta finalidade provocando transtornos logísticos aos mesmos.


De realçar que a Embaixada de Angola nos EUA passou a prestar assistência consular aos angolanos no Canadá e México desde 2018, altura em que o governo angolano decidiu encerrar a missão diplomática em Ottawa, no âmbito da política de redimensionamento do ministério das relações exteriores.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: