Luanda – O antigo ministro angolano António Domingos Pitra Costa Neto, desmentiu noticias postas a circular que o associavam a entidade que terá recentemente comprado a Rádio MFM, de Angola.

Fonte: Club-k.net

As notícias de colagem ao antigo governante circularam inicialmente nas redes sociais, e posteriormente retomadas por outros meios, sobretudo digitais. Todas elas sugeriam que a Rádio MFM teria sido vendida, e incluem erradamente o nome de Pitra Neto entre os seus pretensos actuais proprietários.

 

“Os serviços de apoio ao Dr. Pitra Neto vêm por este meio desmentir categoricamente a referida informação. O Dr Pitra Neto não esteve jamais envolvido em qualquer negociação ou conversação que visasse a aquisição do órgão referido ou de qualquer outro”, lê-se numa nota assinada pelo seu assessor Jesuíno Barros.

 

Detida pela B. Reis Produções, a Rádio MFM tinha como sócios maioritários os angolanos Bruno Joaquim Vieira Reis e Djmila Correia Vieira Dias. Segundo apurou o Club-K, nas últimas semanas surgiram relatos indicando que uma importante figura próximo ao poder teria se disponibilizado em desembolsar o equivalente a 4 milhões de dólares americanos pelo controlo da Rádio MFM.

 

João de Almeida, um destacado jornalista e economista que animava os debates aos sábados e espaço de entrevistas as sextas-feiras, viu paralelemente, o seu contrato ao serviço desta emissora, a ser rescindido, uma ação que está a ser associada as exigências para a operação de passagem da Rádio MFM para os novos donos.

 

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: