Luanda - Depois de haver pensado que através do Acórdão mais famoso na história do Tribunal Constitucional, 700/21 tinha conseguido atrapalhar o ascendente percurso do político e Presidente da UNITA Adalberto Costa Júnior, perante o regresso eminente à liderança do partido onde nunca devia ter saído, eis que vem outra ferramenta:  - um tal de “Galhardo” desloca-se a PGR, junto com uns tantos homens que lhe reportam a entrada e saída pelos labirintos espaços “nobres” das emissoras radiofónicas e televisivas.

Fonte: Club-k.net

E é o quê mesmo? Veja-se, o homem escalou o 6º andar dum imponente edifício onde estão alojados aqueles que em condições normais seriam, num país normal, os principais guardiões de materialização da justiça no seu mais alto nível de Estado republicano. Certamente que não é este o caso de Angola.


O que temos em Angola é um Estado “kafricado”(asfixiado) por uma “gangue” tal como descrita por Bob Geldof.


Ora perante a eminência do regresso a liderança do partido de ACJ, legitimidade que ganhou em 2019 no XIII Congresso, eis que o regime se apressa em criar a dúvida no pensamento dos delegados que chegam para repetir um XIII Congresso da UNITA imposto.

 

É o urgente. O regime quer esbater um resultado expressivo à beira de acontecer que Adalberto Costa Júnior poderá alcançar, para a vergonha de quem o destituiu.


O regime procura introduzir incerteza na convicção dos delegados ao XIII Congresso, que têm percepção clara do que se passou com a injusta decisão.


É isto que assusta. O partido no poder está literalmente derrotado. São 46 anos de fracassos.


O melhor que procura alcançar neste momento é atingir o mínimo que pode: -reduzir o estrondo do resultado esperado num Congresso de “gana” como se diz na linguagem desportiva.


Com todo destaque que se lhe dá nos espaços “nobres”, este é o objectivo maximal da peregrinação ao edifício côr de rosa.


Se houvesse profissionalismo jornalístico, ao lugar da instrumentalização competia ouvir os responsáveis do ministério público, sobre aquilo que é substantivo saber que existe em concreto neste suposto processo, porque de tudo que se soube a partir do Uíge,
Adalberto Costa Júnior, presidente da UNITA é o que mais distante esteve.


De ACJ só se pede que mantenha a serenidade. Vai correr tudo bem.


Depois de anos de arrogância, temos o privilégio de ver um”eme” tragar do próprio vômito. Quem diria!?


Já só faltam 14 dias para o regresso do homem mais aguardado …

ASolombe.-/



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: