Nigeria - Misses de cinquenta e cinco países africanos, nove primeiras-damas africanas, altos funcionários governamentais, embaixadores e delegações da União Africana e das Nações Unidas, testemunham neste sábado, 18/12, em Abuja, Nigéria, a 9ª Edição do Miss Universidade África NÃO AO BIQUINI.

Fonte: Club-k.net

O evento representa um grito de “NÃO À VIOLÊNCIA DE GÉNERO E AO ABUSO DO CORPO DA MULHER”, devido ao desejo ardente de mudar a narrativa emprestada entre as jovens africanas, que vêm na nudez como moda e forma de chamar a atenção para se tornarem famosas.

 

Esse vício social, segundo a organização do certame, está a corroer rapidamente os valores morais e éticos dos africanos, tendência que urge inverter. Por isso, o Concurso “SEM BIQUINIS”, vem corrigir esta tendência para promover o poder e unidade da mulher africana, a tolerância religiosa, a cultura e turismo, bem como falar da violência contra mulheres.

 

Angola é representada pela huílana Yolenn dos Santos que já está em Abuja, Nigéria, há duas semanas para a preparação da Gala de Coroação de Miss Universidade África. Para além da preparação, Yolenn dos Santos já recebeu da Primeira-Dama da Nigeria, a faixa oficial do Concurso que visa também dar visibilidade à inteligência da mulher africana.

 

Yolenn dos Santos está serena e confiante para a disputa da coroa que acontece amanhã a noite em Abuja.

IDEIA INOVADORA

Criada em 2010, o Concurso Miss Universidade África NÃO AO BIQUINI é também o cérebro do Fórum da Personalidade Africana do ano.


A ideia notável e inovadora, continua a ser muito elogiada pelos líderes do continente por criar uma plataforma de manutenção da matriz tradicional africana de não exposição do corpo da mulher, respeitando as suas crenças religiosas, idiomas, culturas e etnias.

 

O evento, bastante concorrido pela imprensa, vai decorrer no Centro Internacional de Conferências de Abuja e conta com a cobertura da DSTV, Ben TV do Reino Unido, 22 estações de TV de toda a África e um grande número de mídia social.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: