Luanda - O general Francisco Higino Lopes Carneiro, está sendo alvo de pressão interna baseada no argumento de que a “excessiva” presença de figuras PEP - Pessoa Politicamente Exposta, no Banco KEVE, por si controlada compromete os esforços do Banco Nacional de Angola (BNA), na aplicação de procedimentos sobre as (PEP), igualmente alertados pelo pelo FMI.

Fonte: Club-k.net

BNA QUER FIGURAS  POLÍTICAS  FORA DOS BANCOS

O Banco KEVE é apontado como a instituição angolana que mais acolhe PEP na sua estrutura acionista e administrativa. O PCA, é José Pedro de Morais Júnior, antigo ministro das finanças de Angola. O seu “Vice” é André Luís Brandão, antigo ministro dos transportes. De acordo com dados públicos, o empresário e antigo deputado do MPLA, Mário Henrique da Silva Mello Xavier, faz igualmente parte da estrutura acionista, exercendo também funções de vice Presidente da Mesa da Assembleia Geral.

 

Segundo apurou o Club-K, a sugestão do BNA, no sentido de afastar PEP, das estruturas do Banco KEVE, é a criação de um Fundo de Investimento, veículo que por sua vez acolheria os maiores depositantes da instituição. Os primeiros Bancos a usar esta “receita” foram o “Banco BAI” e outros.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: