Lobito - Por mais incrível que pareça, mas é verdade: cerca de 90% dos voos no espaço aéreo angolano, são considerados “voos cegos”.


Fonte: Club-k.net


A constatação é  de Francisco Carvalho, da Associação Provincial de Luanda dos Controladores de Tráfego Aéreo, que diz que os meios utilizados para o referido, com a excepção da comunicação via rádio, serem manuais e arcaicos.

 

Em entrevista hoje á  TV- Zimbo durante o noticiário das 20:30, aquele controlador aéreo, falou também das dificuldades existentes em encontrar-se formandos para esta profissão. “... para exemplificar, nos últimos 15 anos foram formados apenas 10 Técnicos”, disse o perito em controlo aéreo de aeronaves. As razões segundo o técnico, prendem-se com falta de aptidão e perfil por parte dos potenciais candidatos bem como a má qualidade do ensino em Angola. Francisco Carvalho adiantou ainda que com a excepção de 2, todos os outros controladores formam formados em Angola.

 


Considerando o facto de que até ao final do ano se pretende abrir ao tráfego aéreo os aeroportos de Malange, Luena e Benguela, não há dúvidas que a situação seja preocupante carecendo por isso de profunda análise e discussão.

 

Assim sendo, realizou-se hoje no Centro de Convenções de Talatona (CCT) em Luanda, um Seminário sobre Reestruturação dos Sistemas de Transportes Aéreos em Angola, analisando entre outros o papel da TAAG, da ENANA e da entidade Reguladora na melhoria do sistema em causa.

 

Augusto da Silva Tomás, Ministro dos Transportes, não só fez abertura do evento mas participou do evento com ideias e sugestões, encontro este que terminou por volta das 21:15. 

 

Por sua vez, Fernando Pinto, brasileiro proveniente da afundada VARIG e actual Presidente da Comissão Executiva da TAP, não excluiu a integração da TAAG na TAP para um futuro ainda indefinido. 

 

O evento ocorre na véspera da comemoração do dia Mundial do Controlador de Tráfego Aéreo, comemorado desde 20 de Outubro de 1979, para lembrar Taschick, o controlador de tráfego aéreo jugoslavo que terá ocasionado a colisão de duas aeronaves sob seu controlo, tendo sido condenando á morte, pelo então regime de Broz Tito.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: