Washington - O ministro dos Transportes, Augusto Tomás, destacou quarta-feira, em Washington, a modernização de cerca de 30 aeroportos e aeródromos em Angola, com realce para o Internacional 4 de Fevereiro, e a construção de três internacionais em Luanda, Benguela e Huíla. 
 

Fonte: Angop


O ministro angolano tocou neste assunto quando pormenorizava os projectos em curso no sector dos transportes no país, durante uma mesa redonda organizada pelo Conselho Corporativo para África (CCA) e a Câmara do Comércio EUA/Angola, na qual participaram representantes de instituições do ramo, do Departamento de Estado norte-americano, de ONG e diplomatas angolanos.


 
No encontro, Augusto Tomás falou também da reabilitação e modernização dos caminhos de ferro de Luanda, Moçâmedes e Benguela, da reabilitação dos portos de Lobito e Namibe e a conclusão do projecto para a construção dos portos de Cabinda, Barra do Dande e Porto Amboím.


 
No sector rodoviário, o titular da pasta dos Transportes destacou o programa de transportes colectivos urbanos, inter-municipal e inter-provincial para a estabilização da mobilidade em todo o país.
 


Acompanhado da embaixadora de Angola nos EUA, Josefina Pitra Diakite, o dignitário informou que, no princípio desta semana, chegaram ao país cerca de 300 táxis de um lote de 500, para apoiar o programa de transportes durante a realização do CAN 2010.
 


A implementação de uma rede de transportes numa base intermodal eficiente e eficaz e o aproveitamento da posição geo-estratégica do país no contexto da economia regional são dois aspectos fundamentais na nova dinâmica de reestruturação e mudanças que o sector de transportes de Angola vive - disse o governante angolano.
 


No quadro da sua agenda de trabalho, Augusto Tomás encontrou-se quarta-feira com o seu homólogo norte-americano, Ray LaHood, que foi informado sobre a situação actual do sector de transportes em Angola, o esforço, investimento e reconstrução que o governo leva a cabo, bem como os programas em curso de refundação das empresas estratégicas do sector.
 


Na sequência das negociações de um Acordo Bilateral de Transportes Aéreos entre Angola e os EUA, o programa de renovação da frota da TAAG, a garantia de financiamento do EximBank, a reestruturação do sector dos transportes aéreos em Angola, nos domínios da regulação, infra-estruturas, aviação civil, safety, security e segurança aeroportuária em geral mereceram uma abordagem dos
interlocutores.
 


O responsável da pasta dos transportes da administração Obama manifestou a sua satisfação pelo encontro e garantiu o apoio financeiro para a resolução de todas as questões que visam dar resposta às exigências internacionais em matéria de segurança aeroportuária e navegação marítima, para que, a partir do segundo semestre de 2010, a Delta Airlines possa voar para Angola e a TAAG para os EUA, apesar de ainda haver um grande trabalho pela frente.
 


Posteriormente, o ministro Augusto Tomás e sua delegação reuniram-se com a TSA, FAA e FS, agências norte-americanas especializadas em segurança aérea, com quem abordou a cooperação sobre o assunto e o cumprimento das normas da ICAO e da IATA.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: