Luanda - É preciso uma postura doravante consentânea com os ensinamentos deixados pelo Santo Padroe, adovga o presidente da UNITA, Isais Samakuva.

Exprimiu esta leitura perante os quadros da sua formação, que vistou ontem no município de Kilamba Kiaxi, à luz do comunicado enviado hoje ao Apostolodao.

«Devemos ter a coragem de assumir uma nova postura depois desta visita do Papa», declarou o chefe do maior partido da oposição.

Mostrou-se confiante nesta mudança, estimando que «os dirigentes angolanos são inteligentes e sabem o alcance das exortações do Sumo  Pontífice.»

Valorizou as considerações do Papa expresssas sobre a reconcliação nacional e os fudanentos da ordem democrática como  a imprensa livre a justiça independente.

«Não podemos dizer que o nosso processo de reconciliação nacional está a desenvolver-se e a praticar-se no real sentido da palavra. Creio que é por isso que  o Papa chamou atenção para este problema. Sim, porque creio que o Papa não teria necessidade de se referir a questões que já não constituem problema», comentou.

Em relação à justiça, Samakuva reforçou que «não há paz sem justiça. Se formos mais justos teremos menos crimes, teremos menos órfãos, teremos menos pobres».

Fonte: Apostolado



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: