Lisboa – A polícia de investigação de Angola prendeu no passado mês de fevereiro dois marginais que realizam um assalto a residência de familiares do antigo patrão da secreta militar, general José Maria levando este a concluir inicialmente que estaria a ser “perseguido” pelos seus antigos colegas do regime, uma vez que auto se proclamou “critico do novo Presidente” desde que passou a reforma.

Fonte: Club-k.net

Regime nega perseguição a antigo patrão da secreta militar

Os detidos, segundo apurou o Club-K, sãos os jovens Abílio Manuel Gomes “Nelio Pi”, de 19 anos de idade e Aricleny Gabriel Neves “Ary”, de 17 anos, agora, arrolados ao processo-crime nº183/2022-PGR-IG.


Os dois marginais que são reincidentes no Distrito Urbano da Ingombota, bairro azul, resolveram assaltar a residência da filha do general Zé Maria depois de monitorizarem a área e terem acertado o assaltado usando a plataforma digital facebook.


No momento do assalto, os dois jovens foram flagrados por Pakisse Njinga, o genro do general que os confrontou fiscalmente, uma vez que é praticamente de Jsi-Jistu. Um dos marginais ao ver o amigo a ser violentado pegou uma faca tendo desferido cerca de 20 golpes a Pakisse Njinga, e ferido também a esposa deste que tentou interferir.


Ao tomar nota do incidente, o general José Maria interpretou que o ataque seria direcionado para a sua pessoa, o que o levou semanas depois a gravar um vídeo numa ponte nos arredores do bairro azul avisando que estava imunizado a eventuais maldades. No mesmo vídeo, o general reformado responsabilizou dois nomes que apresentou de forma codificada como “JPrivado” e “Giboia”.


Entretanto, fontes próximas as autoridades policiais, em Angola, descartam que o assalto ocorrido na residência da filha do general Zé Maria, no dia 14 de Fevereiro, foi uma encomenda para intimidar os familiares do antigo homem forte da secreta militar angolana. Reafirmam tratar-se de um roubo normal que os cidadãos estão sujeitos quando cumprirem com as normas de segurança nas residências.


A fonte do Club-K avançou que o crime foi esclarecido no dia seguinte, através de uma equipa composta por várias forças que detiveram os dois presumíveis assaltantes e a recuperação dos meios roubados no interior da residência. Os marginais roubaram a quantia de trezentos mil kwanzas (300.000.00kz), três (03) telemóveis um de marca Redmim e dois de marca Iphones modelo pro-Max).

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: