Paris - o angolano José Antônio Bernardo, 27 anos, terá se tornado no mais jovem “Phd angolano”, ao defender no passado dia 25 de março, a sua tese de doutoramento pelo instituto de Ciencias Analiticas (ISA Lyon), da Universidade de Lyon, Claud Bernard.

Fonte: Club-k.net

O trabalho foi subordinado ao tema “proposta de um novo método de optimização de microcaptores implantável para o diagnóstico precoce de doenças neurodegenerativas como Alzheimer”, cujo projecto pode ser aplicado no sector da Saúde, nas indústrias e ainda nas tecnologias de comunicação.


De acordo com um membro do júri, o projecto no qual o jovem José Antônio Bernardo trabalhou durante 3 anos, é um tema multidiciplinar, no qual cada capitulo corresponderia a um tema de tese de doutoramento nomeadamente "noções sobre doença da alzemer e seus métodos de diagnóstico, método de simulações de sistemas complexos, desenvolvimento de plataformas de modelização de sistemas, inteligência artificial, fabricação e caracterização de sistemas” visto a complexidade do projecto multidiciplinar.

 

 

José Antônio Bernardo, segundo apurou o Club-K, tenciona contribuir no sector da saúde, da indústria e principalmente na educação, visto que o mesmo é mestre em física aplicada em nanotecnologias e domínio da engenharia.


De recordar que de entre varias atividades, José Antônio Bernardo, já deu aulas em França, em uma das mais prestigiosas escolas de engenheiros por dois anos e trabalhou como assistente de pesquisa no ISA (instituto de ciências analíticas) de Lyon, onde teve a oportunidade de trabalhar em 3 projectos de empreendedorismo, num dos quais foi aceite para acompanhamento de maturação do projeto e criação de um “start up”.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: