Lisboa - Na recente deslocação aos EUA, o Ministro de Estado e Chefe da Casa Militar da República de Angola, Francisco Pereira Furtado, viu-se surpreendido com uma inesperada questão que lhe foi colocada face ao apoio que Angola estaria a prestar a Rússia.

Fonte: Club-k.net

Durante a audiência, com o subsecretário de Defesa para a Política dos EUA, Colin Kahl, este  terá colocado ao general Francisco Furtado, a seguinte questão: “sabemos que vocês são amigos dos russos, a vossa doutrina é a do ex-pacto de Varsóvia, o que terá mudado para a viragem? ”.

 

A referida questão foi em função da posição de Angola em rejeitar condenar a agressão da Rússia do Presidente Putin, contra a Ucrânia. Em dois atos de votação nas Nações Unidas, Angola optou pela neutralidade, neste conflito. Os EUA por sua vez tem apelado a vários países para não se manterem neutros, tendo inclusive declarado Valdemir Putin como um ditador.

 

De lembrar que Francisco Furtado foi no Pentágono, no dia 8 de Abril de 2022, onde discutiu a parceria no domínio da defesa entre os Estados Unidos e Angola, no dia 8 de Abril de 2022, no Pentágono.

 

As conversações reafirmaram o compromisso dos dois países em fortalecer a cooperação bilateral no sector da defesa, dando continuidade e comemorando os cinco anos de aniversário do Memorando de Entendimento de 2017 entre o Departamento de Defesa dos EUA e o Ministério da Defesa da República de Angola.

 

O subsecretário de Defesa Kahl e o Ministro Furtado refletiram sobre uma série de assuntos, incluindo segurança regional, cooperação em segurança, operações de manutenção de paz, segurança cibernética, estratégia de segurança nacional, pessoal e a sua prontidão, e as mudanças climáticas.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: