Luanda - O médico Francisco Vieira, de 37 anos, vice-secretário-geral do Sindicato Nacional dos Médicos de Angola (SINMEA), foi encontrado morto numa via pública de Luanda. Desconhece-se, para já, a causa da morte.


Fonte: DW

O corpo do médico Francisco Vieira foi encontrado no domingo, numa rua da capital angolana. A informação foi confirmada à DW África esta segunda-feira (18.04) pela vice-presidente do SINMEA, Domingas Mateus.

 

"Fomos surpreendidos ontem [17.04], quando eram 21 horas aqui em Angola, com a notícia de que [Francisco Vieira] tinha dado entrada já sem vida no banco de urgência de um dos hospitais públicos da Angola, o Hospital Josina Machel", avançou Domingas Mateus.


De acordo com a vice-presidente do SINMEA, o médico pediatra e sindicalista foi levado pela Polícia Nacional àquele hospital. Os agentes, segundo conta, disseram ter encontrado o corpo "sem nenhum sinal vital".

 

Sem sinais de violência


Para esta terça-feira (19.04), o sindicato espera o resultado de uma autópsia para confirmar a causa da morte de Francisco Vieira. No entanto, Domingas Mateus adiantou que o corpo não apresentava sinais de violência.


Ainda de acordo com a sindicalista, Francisco Vieira não tinha relatado estar a ser vítima de pressões ou ameaças.


Na semana passada, o presidente do SINMEA, Adriano Manuel, em entrevista à DW África, disse estar a ser alvo de ameaças por causa da greve iniciada a 21 de março peça categoria.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: