Luanda - 1. Por ocasião do 3 de Maio dia Internacional da Liberdade de Imprensa o Bloco Democrático – BD, partido da Modernidade e da Cidadania, felicita todos os Jornalistas angolanos.

Fonte: BD

2. Para o BD, o momento que vivemos, de grande agitação política, tendo como escopo a realização de eleições, tem demonstrado o quanto a comunicação social tem sido “cafricada” pelo partido da situação que impede uma informação isenta e objectiva.


3. A passagem de todos os órgãos de Comunicação Social privados angolanos para o controlo do Estado (nomeadamente a Rádio Maís, a TV Zimbo, Palanca TV e, em certa medida, a ZAP VIVA) bem como a supressão compulsiva das emissões dos canais portugueses, SIC e TVI, brasileiro, Record e francês, France 24, veio cercear a pouca liberdade de imprensa e do direito à informação de que o país e os cidadãos desfrutavam. Essa usurpação do chamado “quarto poder” fez da liberdade de imprensa, no país, um mero eufemismo de legitimação do poder autoritário e da perpetuação da sua hegemonia política.

4. O BD, nesta data, reconhece também que o sentido da liberdade de imprensa é um longo percurso de resistência, feita de perseguições, prisões e mortes. Não pode pois deixar de render uma singela homenagem aos jornalistas mortos no exercício da sua profissão; Ricardo de Melo, Simão Roberto e tantos outros que com denoto provaram o sabor do autoritarismo do regime, que ante a denúncia e a contestação reage com fogo e ferro, tentando contrariarem a verdade.


5. Para o BD não há Democracia, não existe boa governação, nem combate a corrupção, sem um jornalismo livre. E, por isso, considera positivo o esforço do Sindicato dos Jornalistas, de Deputados e de todos outros cidadãos que contribuíram para a aprovação do pacote de leis da comunicação social e encoraja todos os jornalistas a manterem-se firmes na consolidação da Democracia, informando com rigor, em particular, os que trabalham na província de Cabinda, onde continua a haver uma guerra de baixa intensidade e onde persiste um estado de excepção, não declarado, que violam os Direitos Humanos.

6. O BD defende a liberdade de imprensa e direito de informação dos cidadãos e vai estar sempre ao lado dos jornalistas perseguidos e das suas organizações representativas na defesa de um bom ambiente de trabalho.

SECRETARIADO NACIONAL DO BLOCO DEMOCRÁTICO-BD.

COMUNICADO ALUSIVO AO 3 DE MAIO.

LIBERDADE, MODERNIDADE E CIDADANIA.

Pelo Secretariado Nacional.
Muata Sebastião

––––––––––––––––––––
Secretário Geral

 

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: