Luanda - O processo relativo ao general Higino Carneiro, ex-ministro das Obras Públicas angolano, foi arquivado pelo Tribunal Supremo de Angola, ficando este livre de julgamento.

Fonte: RNA

De acordo com a Rádio Nacional de Angola (RNA), o tribunal supremo fez “o despacho de despronúncia e arquivamento do processo movido contra Higino Carneiro”, o que iliba o antigo ministro da prática dos vários crimes de que era acusado.


Higino Carneiro, ministro das Obras Públicas entre 2002 e 2010 e ex-governador das províncias de Luanda, Cuando Cubango e Cuanza Sul, membro do Bureau Político do MPLA e deputado desta força política, ia a julgamento acusado de crimes de peculato, nepotismo, trafico de influências, associação criminosa e branqueamento de capitais – tendo os atos sido cometidos, alegadamente, entre 2016 e 2017.


Em setembro do ano passado, o procurador-geral da República, Hélder Pitta Gróz, tinha anunciado que o processo de Higino Carneiro tinha seguido para tribunal.


O combate à corrupção, à impunidade e ao nepotismo é uma prioridade afirmada pelo Presidente angolano, João Lourenço, no poder desde setembro de 2017.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: