Lisboa - Remetida para aprovação final no próximo dia 24 de Maio, a refeita composição da lista de candidatos a deputados a Assembleia Nacional do MPLA, no que diz respeito a maior praça eleitoral no país, foi objeto de alteração trazendo a recondução do general Francisco Higino Lopes Carneiro, desta vez como terceira figura.

Fonte: Club-k.net

NELSON FUNETE EM POSIÇÃO NÃO ELEGÍVEL

A lista que tem como cabeça-de-lista o primeiro secretario provincial, Bento Joaquim Sebastião Francisco Bento, foi alterada acolher Hermengarda João Fernandes, a primeira secretaria da JMPLA de Luanda, como a “numero dois”.

 

Hermengarda Fernandes, é a única líder provincial da “Jota”, que no ultimo congresso ascendeu ao MPLA, depois de defesas de que como estando na capital do país, deveria integrar neste órgão privilegiado do partido. Antes da alteração das listas de candidatos para colocação do seu nome numa posição privilegiada, o numero dois, era Nelson Lopes Funete, que ocupa o cargo de segundo secretario provincial de Luanda. Na quinta posição, da mesma lista, está Ana Maria Cordeiro Alves, a Secretaria Provincial da OMA, na capital do país.

 

Cada circulo provincial, em Angola, elege cinco deputado. Pesquisas do Club-K, indicam que, desde que Angola passou a realizar eleições regulares em período de paz, estas serão as primeiras em que o segundo homem do partido em Luanda, é colocado numa posição elegível, em função do cenário de impopularidade do partido.

 

Nas eleições de 2017, o MPLA teve 48% dos votos perdendo para a oposição dois deputados que foram ganhos pela UNITA. A nível circulo nacional eleitoral, o partido no poder  obteve  62% dos votos, que aconteceram  num momento em que o MPLA mudava de liderança. Num momento actual, o dilema é a previsão das percentagens tendo em conta que o Presidente do partido, atravessa uma fase de impopularidade.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: