Luanda - O Executivo angolano declarou hoje, sábado, o fim da situação de calamidade pública em todo território nacional, dando lugar a gestão administrativa da pandemia, que entrará em vigor às zero horas do dia 16 deste mês.

Fonte: RNA

O anunciou foi feito por Francisco Furtado, ministro de Estado e Chefe da Casa Militar do Presidente da República, durante a actualização das medidas de prevenção e combate contra a Covid-19.

 

As novas medidas mantém o estado de alerta das autoridades sanitárias, que devem manter o controlo e a vigilância sanitária.

 

Nas fronteiras, o Executivo declara que as entradas estão dependentes da realização de teste com resultado negativo 72 antes da viagem.

 

Os passageiros provenientes de outros países estarão sujeitos a realização de testes rápidos pós desembarque, isento de comparticipação.

 

No quesito da proteção individual, as medidas mantém o dever de utilização de máscara em locais públicos, em locais fechados, não sendo obrigatório em locais abertos.

 

A imunização vacinal mantém-se recomendado a todos os cidadãos a partir dos 12 anos de idade.

 

Mantém-se igualmente obrigatório a apresentação de certificado de vacinas com pelo menos duas doses feitas ou teste negativo.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: