Luanda - A esmagadora maioria de respondentes da mais recente sondagem realizada pela AngoBarómetro, rejeita categoricamente a recente Lei das sondagens e inquéritos de opiniões, aprovada pela Assembleia Nacional com votos apenas do partido que sustenta o governo, facto que constitui um autêntico “cartão vermelho” ao Grupo parlamentar do MPLA.

Fonte: AngoBarómetro

Segundo dados da presente sondagem realizada no período compreendido entre 11 e 19 de maio de 2022, 88,98% dos 1143 participantes não concorda com a polémica lei ora aprovada, por considerá-la uma violação dos pressupostos que norteiam o Estado Democrático de Direito. Enquanto isso, 7,87% dos respondentes é de opinião de que a lei permitiria melhor regular o exercício dessa actividade e 3,15% não emitiu qualquer opinião.


Por conseguinte, em matérias relacionadas com o registo eleitoral oficioso, 83,47% pensa que o processo teria sido marcado por várias irregularidades, enquanto 8,66% consideram-no positivo na medida em que terá correspondido à suas expectativas e 7,87% recusou-se a opinar.


Metade dos Inquiridos desconhece programas de governo


De acordo com os dados apurados nesta sondagem, verifica-se cada vez mais uma redução gradual e progressiva nas intenções de participação e de exercício de cidadania, o que aponta para uma taxa de abstenção na ordem dos 20%, actualmente.


À pergunta quanto se pensa ou não votar em Agosto próximo, 954 dos 1143 respondentes, o que corresponderia a 83,46%, respondeu afirmativamente, 7,87% respondeu negativamente, enquanto 8,67% declarou-se ainda indeciso.


Dos inquiridos, 549 (48,03%) afirma-se familiarizado com os programas dos partidos concorrentes, enquanto 495 (43,31%) diz não estar e outros 99, ou seja 8,66%, não emitiu qualquer opinião quanto a matéria.

MPLA trava queda vertiginosa, mas UNITA lidera


Aos inqueridos lhes foi solicitado escolher o líder de sua preferência. Nesta conformidade, o actual inquilino do palácio da Cidade Alta e líder do MPLA, João Manuel Gonçalves Lourenço com os seus 29,13% seria suplantado pelo líder da UNITA, Adalberto da Costa Júnior, que com 51,97%, seria o candidato mais votado. Filomeno Vieira Lopes do Bloco Democrático cairia de 7,34% para 5,51%, seguido de Manuel Fernandes da CASA-CE, Benedito Daniel do PRS e Nimi-a-Simbi da FNLA.


Para receber o Relatório completo a preço simbólico, contendo todas as nuances da sondagem incluindo gráficos, contacte: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou visite www.angobarometro.com :

A Equipa
AngoBarómetro

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: