Luanda - A Procuradoria Geral da República entregou recentemente ao decano da faculdade de economia da Universidade Agostinho Neto, Redento Pedro Carlos Maia, fascículos volumosos (acto de contestação) para que o acadêmico possa responder em 10 dias sobre acusações de suspeitas de alegados crimes verificados por uma Inspecção-Geral da Administração do Estado (IGAE).

Fonte: Club-k.net

O assunto surgiu numa altura em que o mesmo concorre as eleições internas concorrendo para a sua própria sucessão. As citadas eleições estão a ser marcadas por graves denuncias pondo em causa a autenticidade do seu grau de doutoramento. Fonte do Club-K, declara que o decano Redento Maia “foi apanhado com diploma falso de Pós -Doutorado da universidade de nova Lisboa” e que “nunca apresentou o tema da sua investigação”.

 

Alega-se que “ninguém tem conhecimento quando frequentou os módulos na universidade, e quando defendeu”, disse uma fonte adiantando que “o que sabemos realmente é que comprou o diploma no professores Português chamado Renato da Universidade Nova Lisboa, que leciona no curso de mestrado na faculdade de economia”.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: