Luanda - Li o texto do Dr Luele, justifica algo que não existe e esqueceu o precedente das alianças históricas contra natura da UNITA derrotadas pelo MPLA, quer com o colonialismo segundo Silva Cunha ex Ministro do Ultramar para impedir a movimentação do MPLA no Leste, quer com o Apartheid derrubada em 1988.

Fonte: facebook

Não existe FPU. Só o BD coligado na CASA-CE conseguiu Deputados, um Lugar, JPA como Deputado. Lindo Tito veio do PRS, Leonel e Chivukuvuku vieram da UNITA. Miau veio do MPLA, Macuta Nkondo veio da FNLA, Manuel Fernandes e Sebastião Andre vieram do Palma ou algo parecido. obtiveram 8 e 16 Deputados.


A UNITA tinha incorporado O Deputado David Mendes que depois desentenderam.


A experiência mostra que toda aliança anormal nunca triunfa. Um animal composto com partes diferentes como cabeça de leão, pernas de gazela e corpo porco, olhos de cágado não é natural, é forçado. Em 1975 a UNITA e FNLA também proclamaram independência em Carmona e Huambo, prevaleceu o acto solene do MPLA dirigido pelo Presidente Neto e logo reconhecido.


Nas eleições de 1992, Savimbi estava no seu auge com o apoio Ocidental, JES e o MPLA fazendo uma transição sob pressão Ocidental com a queda da URSS, mas fez as reformas antecedidas dos Acordos Tripartidos de Nova Iorque de 1988, consagrando a igualdade de Direitos no Sudoeste Africano, levando à independência da Namíbia e neste dia criaram-se as condições para a reconciliação Nacional, por remoção do factor externo da África do Sul racista que apoiava Savimbi. Este depois dos Acordos de Bicesse que instituiu o multipartidarismo, Exército único FAA e Polícia republicana realizou as eleições de 29 e 30 de Setembro de 1992, venceu o MPLA. JES não obteve maioria absoluta, concorrendo com Savimbi que recusou reconhecer os resultados e declarou Guerra total tomando 2/3 do território Nacional e cidades como Uíge, Ndalatando, Caxito, Huambo e Andulo. O Governo de JES foi reconhecido pelo Presidente Clinton em 1993, foi aprovada a Revolução 864/93, isolando a UNITA e liderança bem como a comprar bens ou viajar. Dai em diante foi a decadência total e falta de cultura de reconhecimento das derrotas em 2002 reintegrados com a morte de Savimbi, derrota em2008, 2012, 2017 e dai JES indicou JL que executa um Programa corajoso com reformas nunca vistas em África.

 

JL tem condições de manter e avivar a esperança por ter feito reformas coerentes e impensáveis dentro das instituições e com base nas leis, reformou a Constituição partilhando poderes com o Parlamento em matéria de fiscalização e instituiu autonomia do BNA e Administração Independente mediante a audição do Parlamento e a cooperação com o Executivo.


JL e o MPLA provaram leis sobre repratriamento de capitais, branqueamento de capitais, Apropriação Pública, Código Penal e Processual Penal mostrando reformas corajosas.


As autarquias com o modelo constitucional reformado em 2021 podem ser implementadas no próximo mandato, estando clarificado o gradualismo e autonomia financeira na Constituição que até então, podia gerar colisão com as leis aprovadas e a crise que se seguiu pela pandemia e redução do preço do barril de petróleo que agora aumenta as receitas tributárias não petrolíferas para pagar os funcionários, as dívidas foram geridas com prudência.


A justiça exerce o seu poder com as leis reformadas. Por isso, não fosse a crise Internacional causada pela redução do preço de petróleo e a pandemia que é externa o MPLA e o seu Presidente estão em condições para manter as reformas , consolidar a moralização da sociedade rumo para consolidar a Paz e Desenvolvimento...


JP



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: