Luanda – O governador provincial do Cuando Cubango, José Martins, retratou-se da decisão inicial de ter rejeitado receber cumprimentos de cortesia do Presidente da UNITA, que efectua uma visita a cidade do Menongue, por alegada “indisponibilidade”.

Fonte: Club-k.net

Na sequencia de reparos respeitante a sua falta de cortesia, José Martins, instruiu o diretor do seu gabinete, João Malaquias, para comunicar a direção da UNITA que aceita receber Adalberto Costa Jr para lhe apresentar cumprimentos no próximo dia 18 de Junho.

 

“Em adiamento ao nosso oficio com referencia no967/GPCC.GAB.GOV./2002, de 14 de junho, fomos incumbidos por sua excelência Senhor Governador Provincial do Cuando Cubango, Dr José Martins, para comunicar-vos que o Presidente da UNITA será recebido em saudações de cortesia, no dia 18 de junho de 2022, pelas 12horas e 30 minutos, no salão Nobre do Governo provincial, tal como consta do vosso oficio no49/GB/SPCC/022, datado de 10 de Junho, em, acertos feitos via telefônica entre sua excelência Senhor Governador e o excelentíssimo secretario provincial da UNITA”, lê-se na correspondência do gabinete do governador datada de 15 de Junho.

 

De lembrar que a deslocação do líder da UNITA, Adalberto Costa Jr, ao Cuanco Cubango, visa presidir um acto de massas alusivo ao cinquentenário da criação da Liga da Mulher angolana (LIMA), que se assinala no dia 18 de Junho.

 

Enquanto isso, a OMA, braço feminino do MPLA, anunciou para estes mesmo dia, a realização de uma marcha de “apoio ao camarada João Lourenço a Presidente da República”, levantando suspeita de que a referida atividade possa servir para atrapalhar a atividade da LIMA.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: