Luanda - O Estado angolano recuperou 14 edifícios em Luanda, seis vivendas, lojas, escritórios, terrenos e mais de 500 viaturas em posse abusiva de antigos titulares de cargos públicos, entre outros bens, de 2017 até à data, no âmbito das acções de carácter inspectiva e pedagógica desenvolvidas pela Inspecção Geral da Administração do Estado (IGAE).

Fonte: JA

Segundo o Inspector Geral da IGAE, Sebastião Gunza, que falava na sétima edição do CaféCIPRA, que debateu sobre o "Combate à corrupção e a recuperação de activos", essas acções relativamente à prevenção e combate à corrupção, resultaram, igualmente, no aumento exponencial das acções inspectivas ou auditivas aos órgãos públicos, averiguação e detenções, cultura da denuncia, bem como a subida significativa de posição de Angola no ranking da transparência internacional.


A sétima edição do CaféCIPRA teve ainda como facilitadores o ministro da Justiça e dos Direitos Humanos, Francisco Queiroz, e a directora Nacional de Recuperação de Activos, Eduarda Rodrigues.


O combate à corrupção e a recuperação de activos constituem uma das principais promessas do Executivo liderado pelo Chefe de Estado, João Lourenço, que iniciou um amplo debate sobre um tema, até então um tabu, e mobilizou a sociedade em geral.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: