Luanda - Adalberto Costa Júnior e Abel Chivukuvuku, ou, simplesmente, a dupla ACJ/AC, ou ainda, a dupla AA, é a combinação mais perfeita que a Oposição-Patriótica preparou para lançar em campo, marcar golos e conquistar o título. Essa é a única missão da dupla AA. Eles entram em campo apenas para marcar, mais nada.

Fonte: Club-k.net

Todas as equipas gostariam de ter craques do estilo e da qualidade de Adalberto e de Abel. Se com um já estava bom! Imaginem, agora, com dois? Imaginem essa dupla a ser servida, do meio-campo, por Justino Pinto de Andrade? Imaginem o estrago?! Imaginem só quando Francisco Viana fizer tabelinha com Abel e, de seguida, colocar o esférico em profundidade, para explorar a velocidade de ACJ? ACJ, na grande área, é um autêntico perigo: ou provoca penálti, ou marca o golo. O homem é habilidoso, até simulação de corpo faz. Mas o que eu mais aprecio, das fintas de ACJ, é quando coloca a bola nos “tubos” do defesa, que, para o parar, tem de cometer falta. Faltas do tipo: anular Congressos e combater ACJ até a exaustão. Mas, nem com isso, o homem levanta-se, sacode a poeira, olha para frente, e, apenas, vê angolanos que precisam de ser ajudados a pensar em uma Angola mais inclusiva, uma Angola para todos. ACJ não tem raiva nem mágoa de ninguém. Ele não vê os seus adversários como inimigos. Uma vez o ouvi dizer: os nossos irmãos do MPLA...! É por isso que ele vai apelando para a unidade nacional e para a reconciliação genuína. Talvez seja esse é o segredo da sua POPULARIDADE. E o povo gosta... e os da plateia apreciam a magnitude do seu Craque e vibram com entusiasmo, em tom ensurdecedor, sempre que ACJ aborda o esférico, e gritam, assim: A-Cê-Jota, A-Cê-Jota, A-Cê-Jota…


Mesmo pelas ruas, só se fala de Adalberto e do seu novo parceiro, Abel. Ambos são conhecidíssimos da política angolana. Não precisam de apresentação. Todo o mundo conhece e reconhece neles um grande poder de atrair jovens, mulheres e adultos, para a causa que defendem e se sacrificaram ao longo destes longos anos de luta. A dupla AA é muito querida e admirada pela forma como apresentam as suas ideias e defendem os valores da paz e da democracia, que são dos principais fundamentos dos princípios de Mwangai, definidos e defendidos intransigentemente pelo presidente fundador da UNITA, o Dr. Jonas Malheiro Savimbi.


Realmente, essa dupla veio para ganhar, pelo menos é essa a percepção dos adeptos. Equipa que ganha, vê-se logo antes do jogo. Os seus jogadores apresentam-se confiantes, serenos e não cantam vitória antes do final da partida. É esse comportamento que vemos na equipa da oposição-patriótica. Mas os outros, que estão habituados a ganhar de qualquer maneira, vão já gritando vitória; vão dizendo: "quando assustarem, já está". Vão já ensaiando os truques para dar o K.O à democracia.

 

Eles estão eufóricos, até, de tanta euforia, de tanta ansiedade, ocupam espaços públicos, como se fosse sua pertença. Isto nunca tinha sido visto antes... Até acho que ninguém algum dia imaginou que tal fosse a acontecer: privar um espaço público por uma única entidade, é uma autêntica falta de vergonha! Se a moda pega, os Donos-Disto-Tudo, vão pensar que isto é mesmo deles.

Voltarei…

Luanda, 23 de Junho de 2022.
*Gerson Prata*



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: