Luanda – As ventilações segundo as quais o veterano deputado Manuel Savihemba seria o único portador de albinismo a concorrer pelas listas da UNITA as próximas eleições, em Angola, foram corrigidas estes dias, com alertas de que nas mesmas listas existe um outro candidato na mesma condição, o conhecido professor Antônio Francisco Correia, do Kwanza-Sul.

Fonte: Club-k.net


INCLUSÃO SOCIAL NAS LISTAS DOS PARTIDOS 

Licenciado em história e Professor de carreira, Antônio Francisco Correia entrou pelas listas da UNITA, indicado pelo Bloco Democrático, no âmbito da parceria do projecto Frente Patriótica unida (FPU) ocupando a posição 73, do circulo nacional.

 

O candidato a deputado é co-fundador do Bloco Democrático, ao lado de Palmira Africano, Luís do Nascimento, Adão Ramos, Justino Pinto de Andrade, Filomeno Vieira Lopes, Nelson Pestana, Manuel Vitoria de Pereira, Branquima Afonso e outros. A sua base de jurisdição é o Kuanza-Sul, onde exerce as funções de Secretario provincial do Bloco Democrático nesta localidade.


Ao longo da sua carreira política, o professor Antônio Correia, já foi alvos de varias emboscadas por parte do regime. A última seria em Abril de 2020, quando foi vítima de agressões físicas da parte de agentes da Polícia Nacional em serviço na Gabela, município do Ambóim.

 

Até aqui a UNITA e MPLA deverão ser os partidos que acolheram nas suas listas de candidatos portadores de albinismo, e outras minorias, assinalando-se, assim o fenômeno de inclusão por parte das duas principais forças politicas em Angola.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: