Lisboa - As autoridades angolanas estão já a preparar o funeral de José Eduardo dos Santos. No entanto, as filhas do ex-presidente de Angola não querem que se realize em Luanda.

Fonte: SIC/Expresso

As autoridades angolanas estarão já a preparar-se para organizar os preparativos do funeral.

 

Contudo, segundo o correspondente do Expresso em Angola, muito dificilmente, as filhas de José Eduardo dos Santos aceitarão que o funeral seja em Luanda – onde o Estado pretenderá que aconteça.

 

Família reúne-se esta quarta-feira para tomar decisão final


“Está nas últimas.” Foi assim que uma fonte do gabinete de José Eduardo dos Santos, em contacto com a clínica em Barcelona onde está internado, qualificou o estado de saúde nas últimas 24 horas do antigo Presidente angolano.

 

Os resultados dos exames de tomografia realizados ontem dão conta da existência de graves lesões isquémicas no cérebro, que ainda não tinham sido detetadas.

 

“De ontem para hoje a situação agravou-se consideravelmente e sendo a sua situação praticamente irreversível, devemos agora estar preparados para o pior”, adiantou ao Expresso a mesma fonte.

 

O último relatório clínico, das 18 horas desta terça-feira, terá mesmo considerado que a probabilidade de recuperação é nula. Na sequência destas informações a família terá sido chamada para uma reunião de emergência.

 

Assim, a equipa médica do Centro Teknon em Barcelona deverá reunir-se com a família de José Eduardo dos Santos a qualquer momento, para lhe comunicar a irreversibilidade da sua situação clínica. Desta reunião deverá sair a decisão sobre os próximos passos.

 

Segundo apurou o Expresso essa reunião será realizada esta quarta-feira da manhã e na mesma estarão presentes a atual mulher de José Eduardo do Santos, a filha mais velha Isabel dos Santos e a irmã Tchizé dos Santos



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: