Lisboa – As autoridades angolanas terão reforçado a escolta da antiga primeira-dama, Ana Paula Lemos dos Santos, que se encontra no Reino de Espanha, a acompanhar a evolução do estado de saúde do antigo Presidente da República, José Eduardo dos Santos (JES), que se encontra internado, no Centro Teknon de Barcelona

Fonte: Club-k.net

Casa Militar garante segurança a esposa de ex-PR

Ana Paula dos Santos que até pouco tempo estava impedida de aproximar da clínica onde JES se encontra internado, por interpelação dos advogados das filhas do paciente, voltou a comparecer nesta segunda-feira (4), na mesma unidade hospitalar ladeada de sete guarda-costas angolanos pertencentes a Unidade de Segurança Presidencial (USP), adstrita a Casa Militar da Presidência da República de Angola.

 

A permissão de Ana Paula para voltar a ter acesso a clinica, foi baseada numa alegada carta remetida a direcção do Centro Teknon, invocando que antes de JES ter caído adoentado solicitou que queria ser tratado pela esposa que o abandonou, em 2017.

 

A clinica Centro Teknon aceitou a referida carta atribuída a JES, tendo de seguida colocado o nome de Ana Paula dos Santos na lista de responsáveis pelo paciente. Até então a única responsável pelo antigo Presidente era a primogénita Isabel dos Santos. Segundo apurou o Club-K, a Clinica só voltará a retirar o nome de Ana Paula dos Santos dos seus ficheiros mediante uma ordem do Tribunal, a contrariar a autenticidade da alegada carta de JES.

 

De acordo com apurações, a batalha que decorre em Barcelona pela tutela do antigo Chefe de Estado angolano, conheceu outro rumo, na passada sexta-feira (1), com a apresentação por parte das filhas de JES, de uma queixa às autoridades espanholas pelos “crimes de tentativa de homicídio, omissão do dever de assistência, lesões por negligência grave e divulgação de segredos” por pessoas próximas ao pai.

 

Casados desde 1991, Ana Paula e Eduardo dos Santos tem três filhos. Quando JES deixou o poder, a mesma o abandonou e se mudado para Inglaterra, a pretexto de que iria acompanhar a gravidez da filha Joseane. Quando fosse a Luanda, de férias, era visto actos de laser, e em acções de beneficência através da sua fundação Fundo Lwine, mas também ao lado do actual primeira dama, Ana Dias Lourenço.

 

Com a honra ferida por ter sido abandonado pela esposa, o antigo Presidente passou a viver no miramar com alguns dos filhos, passando depois a adoptar uma atitude de não querer mais ver a antiga Primeiro Dama. Durante a quadra festiva de Dezembro de 2021, JES deu instruções aos guarda-costas de casa para impedir a entrada da mesma na sua residência no Miramar, onde a esposa separada teria se deslocado a pretexto de levar os presentes de natal para os filhos.

 

JES voltou a ver Ana Paula dos Santos, em finais de Abril do corrente ano, já em Barcelona, depois da filha Joseane, o ter implorado que a aceitasse a entrada da mãe em casa, para alguns dias. O antigo Presidente aceitou solicitando que preparassem o quarto de hospedes para acolher a esposa separada. Desde então, Ana Paula não mais regressou a Luanda.

 

Por conta do estado de esposa de antigo Presidente, Ana Paula dos Santos tem direito a uma escolta. Os setes guardas que passaram a reforçar a sua escolta, são elementos da USP, que fazem proteção a José Eduardo dos Santos. As autoridades angolanas orientaram que os mesmos passassem a escolta-la, sobretudo numa fase em que há divergências familiares, mas também o surgimento de uma corrente da sociedade que a culpa por ter abandonado o antigo Presidente no momento que ele mais precisava dela.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: