Lisboa – Dias antes de José Eduardo dos Santos, ter sido declarado morto, o Presidente angolano João Manuel Gonçalves Lourenço, solicitou pareceres jurídicos para se inteirar quais serão os direitos reservados a antiga Primeira dama Ana Paula dos Santos, que a partir de Barcelona enfrenta uma briga com as filhas do malogrado, que a têm destituído do papel de Esposa.

Fonte: Club-k.net

QUANTO A TUTELA DOS RESTOS MORTAIS

Segundo apurou o Club-k, a mensagem transmitida a João Lourenço, é a de que na ausência dos progenitores de JES, a decisão sobre os seus restos mortais do antigo Presidente, será da exclusividade dos filhos pelo que Ana Paula dos Santos terá poucas armas para poder lutar tendo em conta que observava uma “separação de facto” desde 2017. O seu casamento em “separação de bens” reserva-lhe apenas alguns direitos patrimoniais.


Os advogados das filhas de JES, tem invocado que tendo em conta que o casamento do casal não tem acento reconhecido pelas autoridades espanholas, o mesmo é como se fosse nulo, em território espanhol.


JES andou adoentado nos últimos anos. As autoridades contavam com a intervenção de Ana Paula, para ajudar a resgatar os seus restos mortais e enviar para Luanda para que possa ser realizada um funeral com as devidas honras de estado a que tem direito.


As filhas – que se sentem perseguidas pelas autoridades - tem oposição contrária. Uma vez que não podem ir para Luanda, elas tem alertado que o pai, só vai ser enterrado em Angola depois de João Lourenço abandonar o poder.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: