Lisboa – A filha do malogrado Presidente José Eduardo dos Santos, Welwitschea dos Santos “Tchizé”, recusa eventuais propostas de aministia do governo de Angola, em troca do corpo do pai, que presentemente não pode ser movido de Barcelona enquanto decorrem investigações a volta de vários processos criminais que ela moveu, em Espanha, contra Ana Paula e o médico João Afonso.

Fonte: Club-k.net

Numa nota distribuída a imprensa, que o Club-K teve acesso, a antiga deputada do MPLA, Tchizé dos Santos declara que “Eu não roubei ninguém e não preciso nem quero a vossa amnistia”, adiantando que o que mais ela e os irmãos desejam é “paz para o cadáver do nosso pai (JES) LONGE DOS SEUS TRAIDORES E ALGOZES que o quererem humilhar até na morte”.

 

Na sexta-feira passada, o Presidente João Lourenço mandatou a Ministra de Estado para a área social Carolina Cerqueira para deslocar-se a Barcelona, a fim de convencer as filhas de Eduardo dos Santos a entregarem o corpo do pai. Carolina seria substituída rapidamente pelo Chefe da Casa Militar Francisco Pereira Furtado, depois de as autoridades terem escutado um áudio de Tchizé dos Santos, nas redes sociais, que criticava a ministra.

 

O veterano jornalista Graça Campos, teme que a faceta belicista do general Francisco Furtado pode minar as conversações com a familia de Eduardo dos Santos, em Barcelona.

 

Segundo Graça Campos, “Despachar” para Barcelona o “falcão” Pereira Furtado não foi uma boa mensagem para as “meninas” de JES. O que se precisa em Barcelona é de enviados com tato, diplomacia, paciência. Tudo, menos de pessoas que simbolizem o “quero, mando e posso”.

 

“Agora muito dado a discursos belicosos, o ministro de Estado e chefe da Casa de Segurança do Presidente da República não tem o perfil que as circunstâncias requerem”, conclui o director do Correio Angolense.

 

A família de Eduardo dos Santos e os emissários do governo angolano tiveram a primeira reunião no sábado (9), em Barcelona sem que as partes alcançassem consensos. Luanda, enviou também para Barcelona um amigo pessoal de JES, o embaixador de Angola em Maputo, Brito Sozinho, para convencer as filhas do antigo Presidente. O antigo Secretario do MPLA, Paulo Julião “Dino Matross” disponibilizou-se igualmente para interceder junto a Isabel dos Santos, mas esta recusou as suas chamadas telefônicas.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: