O recrutamento, de acordo com fontes do club-k.net, teve como prioridade vozes femininas e foram avançadas propostas cujo ordenado equivalem a USD 1200 e/ou USD1400. Uma profissional que trata da edição/preparação dos noticiários daquela estação recusou a oferta por razões justificadas. (para alem de jornalista faz estágios académicos).

A iniciativa tem também como alvo alguns jornalistas da imprensa privada. Profissionais seniores, no entanto observam tais “ofertas” como estratégia para ofuscar a media independente. De acordo com informações divulgadas pelo boletim África Monitor,  o projecto mediático (televisão, Radio e Jornal) visa a projecção da imagem do Presidente da Republica tendo em conta as eleições presidências de 2009.

Fonte: Club-k.net



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: