De acordo com a fonte que revelou o facto, o Regedor foi espancado por ter permitido que os homens da UNITA colocassem a Bandeia do seu partido na sua área de jurisdição, tendo lhe recolhido a motorizada que lhe tinha sido entregue pelo governo, alegando ser do MPLA.

A fúria dos partidários do MPLA não se limitou ao espancamento do Regedor, estendeu-se aos responsáveis da UNITA, designadamente, Ernesto João Kamati, Julino Sakuliata e Inês Kalumbo, que na ocasião foram levados para a sede comunal do MPLA com o objectivo de serem interrogados pelo Administrador e primeiro Secretário do MPLA, João Gumbe.

De salientar que concluído o interrogatório, os militantes da UNITA foram barbaramente espancados, na presença do Administrador e primeiro Secretário do MPLA, João Gumbe.

Fonte: Unita.org



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: