Luanda - O líder do MPLA, partido no poder em Angola e candidato às eleições disse esta segunda-feira, em Luanda, que está atento aos problemas da juventude, a maioria da população angolana e que vai "determinar o curso" da disputa eleitoral.

Fonte: Lusa

João Lourenço, que discursou na abertura da 18.ª edição do Campo Nacional de Férias dos Estudantes Universitário (Canfeu), que decorre na capital angolana, disse que o Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA) está atento aos problemas da juventude, cuja solução deve ser encontrada juntamente.


"A equipa principal não precisa de entrar em campo, os juniores resolvem o problema e os juniores são vocês, é a juventude, porque efetivamente quem vai determinar o curso desta disputa eleitoral é, sem sombra de dúvidas, a nossa juventude, que constitui a grande maioria da nossa população", referiu.


Segundo o líder do MPLA e cabeça de lista do partido candidato a Presidente da República, para um segundo mandato, as universidades geram conhecimento que deve ser colocado ao serviço do país e da humanidade.


"Faremos uma elevada aposta na promoção da investigação científica e na parceria com distintas instituições homólogas estrangeiras, o diálogo permanente e mais estreito entre a academia e a sociedade que ajuda a melhorar a vida das pessoas no seu dia-a-dia é algo a que daremos a devida atenção", prometeu João Lourenço.


O líder do MPLA afirmou que as instituições do ensino superior terão a responsabilidade de garantir a eficiência e o aproveitamento do potencial dos seus formandos, sobretudo os mais jovens para o domínio do setor universitário.


"A investigação científica é, pois, a alavanca que irá permitir às instituições do ensino superior uma maior capacidade de estabelecer parcerias, de manter um diálogo permanente, profícuo com a sociedade e as comunidades onde estas instituições se inserem", destacou.


De acordo com João Lourenço, o MPLA "com esta visão estará a permitir que o objetivo de ter universidades angolanas situadas entre as melhores de África e figurando no ranking mundial seja uma realidade".


"Só fala da formação com esta visão quem entende o valor estratégico da mesma, o MPLA tem esta visão, tem este interesse e conta com todos vós para continuarmos a criar as condições para que tal ocorra", salientou.


A 18.ª edição do Canfeu, ação de iniciativa do braço juvenil do MPLA, decorre com mil participantes, tendo como lema "Juventude Universitária, Unidos Participemos nas Eleições Gerais".


Angola realiza as suas quintas eleições gerais em 24 de agosto, estando a decorrer a campanha eleitoral das oito forças políticas concorrentes.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: