Lisboa – O regime angolano manifestou interesse de obter um vídeo da cantora angolana “Titica”, em que está declare apoio ao MPLA, a fim de ser exibido no espaço de antena a que este partido tem direito no âmbito da presente campanha eleitoral.

Fonte: Club-k.net

 Em troca de  um vídeo em que está declare  apoio ao MPLA

A manifestação é igualmente interpretada como o fim das “sanções” contra a cantora transexual que desde alguns anos ficou limitada de exibir-se ao vivo na generalidade de programas televisivos (“Janela Aberto” e “10h12” ) da TPA, por alegados critérios de conservadorismo. “Titica” aparecia apenas nos canais digitais da rede ZAP.

 

Para além de “Titica”, que presentemente mora em Portugal, o Club-K, sabe que a transexual “Edy Sex”, e mais um grupo de kuduristas foram solicitados a fazer um vídeo de apoio ao MPLA, e no seu candidato, em troca de um milhão de kwanzas. Neidy Sofia, Poca Py, já fizeram os seus.

 

Outros músicos veteranos, como “Calabeto”, “Robertinho”, aceitaram o convite tendo já feito os seus vídeos que foram exibidos no espaço de antena da campanha do MPLA, exibido recentemente pela TPA, e nas redes sociais controladas pelo partido no poder, em Angola.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: