Luanda - Não sei se a CNE actual está agir de má fé ou se é mesmo incompetência ou falta de conhecimento da lei por parte da actual liderança porque não há explicações possíveis para entender o facto da CNE até ao momento não ter afixado em cada Assembleia de Voto as Lista dos Eleitores para que estes possam averiguar se os seus nomes constam nesta ou naquela mesa de voto e para garantir que vão votar próximo as suas residências e isto é um processo para ontem, ou seja, devia ser já, no sentido de permitir que os eleitores tenham de facto conhecimento onde irão votar para que não haja constrangimentos nem para os eleitores e nem para os membros das Assembleias de voto no dia H.

Fonte: Club-k.net

Mesmo que haja activistas cívicos da CNE nas ruas para tirar dúvidas e mesmo que haja métodos de consulta por sms normal para saber onde se irá votar, ainda assim, é extremamente importante e obrigatório publicar e afixar as listas nas referidas Assembleias de Votos pelas características singulares do nosso País e do nosso Povo, ou melhor, pelo facto de haver zonas neste País onde não foi possível levar os activistas cívicos e por questões de internet, por haver eleitores que não têm telefone para este processo de consulta e para garantir a certeza de que o eleitor no dia de voto saberá onde se deslocar e como.

Lembro que no passado as listas já estariam afixadas e mesmo com outras formas de consulta na altura, os eleitores faziam questão de pessoalmente irem as Assembleias de Voto saber se as listas físicas estavam conformes aos resultados das consultas por sms normal ou através dos activistas e nalguns casos como errar é humano, havia sim erros ou discrepância principalmente no que toca a impressão então é de todo obrigatório que a CNE comece afixar as listas nas Assembleias de Votos o mais rápido possível.

Concluo que este é o processo eleitoral mais atabalhoado que Angola já realizou, há muitos atropelos da lei, desde a não afixação das listas, dos mortos que vão votar, do Presidente da CNE que está a ocupar o cargo de forma ilegal e do deslocamento de vários eleitores, - e por outra, a não afixação das listas agora, vai gerar mais tarde uma galopante abstenção e se calhar esta é a estratégia e agente sabe a quem isto vai beneficiar. Por fim, esta fase do processo eleitoral é a prova inequívoca de que o Presidente João Lourenço não combateu a corrupção e tão pouco reformou as instituições, até pelo contrário, destruiu o pouco da credibilidade e da seriedade que tinham.

= Osvaldo Tchingombe = Sociólogo Independente & Comunicador/Analista Político..."Salúte"...

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: