Lisboa – Marta dos Santos de Sousa, irmã mais novo do falecido Presidente José Eduardo dos Santos (JES), lamenta, em privado que tomou conhecimento que o corpo do antigo Presidente da República, já se encontrava em Luanda, pelas redes sociais.

Fonte: Club-k.net

Clã Dos Santos não participará no funeral   

A viver entre Luanda e Lisboa, a empresária do ramo da construção, encontrava-se hospedade num hotel em Barcelona desde o momento em que o estado do seu malogrado irmão teria de deteriorado, em finais de Junho. Marta dos Santos e Ana Paula dos Santos, tem relações tensas desde a vários anos, mas devido a esta situação abriram uma excepção para dar lugar a uma período de tréguas. Quando JES teve a queda fatal devido a falta de oxigênio no cérebro, Marta teria interpelado Ana Paula questionando porque não colocaram a mascara de oxigênio ao irmão, que havia em casa na residência de Barcelona, para propósitos de emergência. Ficou aborrecida quando teve como resposta algo como  “ele (JES) não gosta de usar  mascara de oxigênio”.

 

Numa fase inicial, Marta dos Santos dava sinais de ser apologista de que embora Ana Paula dos Santo, que abandou o irmã, há mais de cinco anos, realizasse, o funeral com o auxilio do governo para as devidas honras de Estado que por lei, o irmão tem direito. A defesa que fazia era de que em caso de as filhas de JES não poderem ir viajar a Luanda por alegado medo de serem presas, que pelo menos dessem a elas, uma oportunidade de verem o corpo e se despedirem do malogrado pai.

 

Na quinta-feira, passada foi comunicada que o governo teria a qualquer momento o corpo do irmão e que teriam uma aeronave (no aeroporto desde às 22h de Barcelona de sexta-feira) para transportar toda a familia Dos Santos  a Luanda acompanhando a urna. Ficou aguardando por uma comunicação até sábado, ter tomado conhecimento pelas redes sociais que a viúva Ana Paula dos Santos, já havia levantado o corpo, no instituto de medicina legal de Barcelona, e que também a urna já se encontrava avião á caminho de Luanda.

 

Ao sentir-se “apunhalada” por Ana Paula dos Santos, que viajou com o corpo sem as comunicar, a irmã do falecido presidente tomou a decisão de não emprestar a sua imagem para o funeral que está a ser feito em Luanda, pelo governo de João Lourenço.

 


Posição idêntica foi igualmente tomada por Luís Eduardo dos Santos, o irmão que neste momento tornou-se no mais velho da familia.

 

Antigo administrador da TAAG, Luís dos Santos, encontra-se em Londres a receber tratamento médico em Londres, há mais de um ano. Em privado, lamenta que não lhe foi dada nenhuma oportunidade de se despedir do irmão que não via há mais de um ano.

 

De acordo com fonte do Club-K, da última vez que Luís dos Santos tentou falar com o irmão, aquele já se encontrava debilitado na cadeira de roda e com o telefone retirado. Como solução telefonou, certa vez, para Ana Paula dos Santos, e está lhe comunicou que face a situação de depressão que JES se encontrava, o antigo Presidente não podia falar com ninguém ao telefone por alegada recomendação médica. Luís dos Santos terá se sentido revoltado pelo bloqueio enfrentado.

 

José Eduardo dos Santos, vai a enterrar no próximo dia 28 de Agosto, sem a presença dos filhos mais velhos, e dos irmãos. No óbito estarão apenas presentes a viúva Ana Paula dos Santos, e os seus três filhos. O regime tenciona manter o seu corpo num jazigo em Luanda.

 

 

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: