Luanda - Os jovens de diferentes extratos da sociedade beneficiarios com apartamentos na urbanização “Vida Pacífica”, no município de Viana, em Luanda, “louvaram” a iniciativa e “empenho” do Presidente da República, João Lourenço, na disponibilização dos imóveis, que hoje está a permitir a entrega das chaves, o que para muitos jovens concretiza-se assim o “sonho da casa própria”.

Fonte: Club-K.net

A garantia de entrega de mil e duzentos apartamentos à juventude por via do Conselho Nacional da Juventude (CNJ) aconteceu em 2019, durante um encontro que o Chefe de Estado, João Lourenço, manteve com vários jovens, sob mediação do líder do CNJ, Isaías Kalunga, sendo que, em 2020 e 2021, os jovens assinaram e receberam os respectivos contratos.

 

Passados quase três anos, o processo começou a ser concretizado com a entrega das chaves dos primeiros dois prédios, um dos funcionários da Procuradoria-Geral da República (PGR), no âmbito da recuperação de activos do Estado e outro aos jovens afectos ao processo do Conselho Nacional da Juventude (CNJ).

 

Os jovens beneficiários não esconderam a alegria, após a recepção das chaves, tendo sublinhado que “tudo só foi possível graças à vontade e ao empenho do Presidente João Manuel Gonçalves Lourenço”, que segundo afirmaram “manifesta-se preocupado com o bem-estar da juventude”.

 

O primeiro edifício entregue aos jovens no âmbito do processo do CNJ contém 120 apartamentos e o Instituto Nacional de Habitação (INH), órgão afecto ao Ministério das Obras Públicas, garante que o processo de entrega dos referidos apartamentos vai continuar, na medida em que forem concluídas as obras dos edifícios vandalizados.

 

Presidente do CNJ diz que “nunca foi mentira garantia dada pelo Presidente João Lourenço”

 

Em nota enviada ao Club-K, o líder do Conselho Nacional da Juventude (CNJ), Isaías Kalunga, que agradece o Presidente João Lourenço, lembrou que, foi sob sua liderança da maior plataforma juvenil do país, que recebeu os mais de mil apartamentos no “Projecto Vida Pacífica”, para que fossem atribuídos “aos jovens dedicados ao trabalho, patriotas e exemplares”.

 

“De seguida, reuni a minha Direção e líderes de organizações juvenis na Casa da Juventude de Viana e, decidimos tornar público o assunto, obedecendo o princípio da transparência”, lambrou Isaías Kalunga.

 

O líder do Conselho Nacional da Juventude (CNJ), disse que, “hoje, em 2022, temos visto vários jovens, destacando líderes de organizações juvenis, em companhia de suas famílias, transbordados de sorrisos sinceros, por receberem as chaves das suas almejadas residências, nunca foi mentira”, rematou.

 

Para Isaías Kalunga, “o presidente João Lourenço é sem dúvidas um homem sério e de palavra; falou e fez. As tão esperadas casas dos jovens no projecto Vida Pacífica, hoje é uma realidade”, disse o líder juvenil.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: