Ana-Gomes-UNITA-eleiccoes-angola.jpg - 122,02 kBLisboa - Ana Gomes analisou, esta sexta-feira na SIC Notícias, o papel dos observadores eleitorais internacionais em Angola, que deram uma avaliação positiva ao processo, e afirmou que não passa de “turismo eleitoral”.


Fonte: SIC

Observadores da UNIAO Europeia foram recusados pela CNE

Essa observação não tem a mais pequena credibilidade, é turismo eleitoral, porque uma observação de um processo eleitoral não se faz apenas no dia da votação

 


Ana Gomes explicou que “o processo eleitoral começa muito antes, é preciso olhar para os termos do registo eleitoral, como é que se processa a campanha, como é que se processa a distribuição dos tempos de mídia e depois parte integral e essencial para dar confiança aos cidadãos é, justamente, a confiança no processo da contagem, agregação dos votos”.

 

 

 

 

 

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: